Espirometria

 

O que é?

É um método extremamente simples, barato e não invasivo que auxilia na prevenção, diagnóstico e quantificação de distúrbios ventilatórios.

Exige compreensão e colaboração do paciente para que os resultados sejam significativos. São comparados a um conjunto de valores normais, previstos para a idade, altura, sexo e raça.

As propriedades mecânicas do sistema respiratório são avaliadas por um espirómetro que possibilita a análise do volume inspirado e expirado, e destes em função do tempo, bem como fluxos respiratórios ao serem empregues técnicas padronizadas por técnicos de Cardiopneumologia.

Fundamentos Teóricos

            Através da espirometria, nomeadamente das curvas débito-volume, indispensáveis no estudo da mecânica ventilatória, podemos, baseados na diminuição patológica da Capacidade Vital (máximo volume de ar capaz de ser inspirado ou expirado num ciclo respiratório) e variações do Índice de Tiffeneau (relação percentual entre o volume máximo expirado no 1º segundo- FEV1- e a capacidade vital forçada), distinguir três tipos de alterações ventilatórias:

  • Alteração Ventilatória Restritiva

  • Alteração Ventilatória Obstrutiva

  • Alteração Ventilatória Mista

Caixa de texto: Normal

Caixa de texto: Restrição

Caixa de texto: Obstrução

 

No caso das vias aéreas se encontrarem anormalmente contraídas, obstrução, é realizada uma prova de broncodilatação de acção rápida, de modo a determinar a reversibilidade da obstrução.

 

Objectivos

            Estabelecer o estado funcional respiratório basal

            Quantificar o grau de alteração

            Avaliar a resposta à terapêutica

            Rastrear doença ligeira

 

            Indicações

            Investigação de sintomas respiratórios:

            Tosse

            Falta de ar

            Sibilância

          Diagnóstico e avaliação de:

            Asma

            Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC)

            Bronquite

            Incapacidade funcional

            Avaliação pré e pós-operatória em cirurgias ao tórax e abdómen.

            Avaliação de doenças profissionais (exposição a gases e poeiras)

 

Cuidados prévios

      Broncodilatadores de acção curta devem ser suspensos por 4 horas e os de acção prolongada, por 12 horas antes dos testes, caso o objectivo seja a avaliação da reversibilidade da obstrução. Se a finalidade do exame for encontrar a máxima função pulmonar, ou se a suspensão do Bd resultar em dispneia acentuada, Bds podem ser mantidos

      Jejum não é necessário

      Café e chá não devem ser ingeridos nas últimas 6 horas, por efeito broncodilatador,  especialmente, quando  forem programados testes de broncoprovocação.

      O tabaco aumenta a resistência ao fluxo aéreo e deve ser evitado pelo menos 2 horas antes do exame.

                   Álcool não deve ser ingerido nas últimas 4 horas.

                   Refeições pesadas devem ser evitadas 1 hora antes.

                   O paciente deve repousar 5 a 10 minutos antes do exame.

                   Infecção respiratória recente (3 semanas) - altera função pulmonar

    Instrução do paciente

Consiste em solicitar ao paciente que após uma inspiração máxima expulse o ar com uma expiração rápida, forte e sustentada. O início desta deverá ser bruto e sem hesitação. A prova só deverá ser interrompida aquando ordem do técnico (min 6 seg). Não deverá ocorrer saída de ar em torno do bucal.

        Seguidamente, o técnico deve exemplificar o procedimento ao paciente

  Contra-Indicações

            Absolutas

      Pneumotórax

      Angina instável

      Desprendimento da retina

            Relativas

      Traqueotomia

      Parelisia facial

      Problemas bucais

      Náuseas provocadas pelo bucal

      Deterioramento físico ou cognitivo

      Falta de compreensão das manobras a realizar

 

 

 

 

 

 

 

 

Início

Provas Funcionais Respiratórias

          Espirometria

          Pletismografia

          Metodos de Diluição de Gases

          Oscilometria de Impulso

          Estudo da Difusão

          Gasimetria Arterial

          Oximetria de Pulso

          Métodos de Broncomotricidade

          Estudo do Óxido Nítrico Exalado

          Teste de exercício Cardiopulmonar

          Prova de Marcha

Outras Informações